Blog Em Dia

com Racib Idaló


27/09/2019

Secretário desvia foco, mantém animais sem amparo, e sustenta 'entidade eleitoral'




Uberaba é realmente o “reino da fantasia”, onde se usam falácias para tentar enganar a população. Chega a ser absurda a participação do secretário de Saúde Paulo Parado Piau, e apadrinhado de Marcos Montes, Iraci Neto, ontem na Câmara Municipal de Uberaba. Sem questionamentos dos quase estátuas vereadores da cidade, o rapaz anunciou, pasmem, uma nova unidade para o Departamento de Zoonozes de Uberaba.
Sabe o que isso significa? Nada... E pior, desvia a atenção dos graves problemas do setor, e não só os insumos vencidos encontrados, ou mesmo, como denunciou o BLOG, o uso de veneno vencido pela Endemias. O que Uberaba precisa, e não tem, e se depender dessa turma, não vai ter, é de uma política municipal para o setor.
Sabe por que não tem? Porque existem outros interesses maiores do que resolver o problema, por exemplo, de animais abandonados (cães e gatos) pelas ruas da cidade. Existem interesses políticos eleitorais, que vão desde o uso de verbas do setor para abastecer entidade da vereadora Denise Max (SUPRA), até o uso deste tipo de recurso para manter a citada parlamentar “nas rédeas”.
Como o BLOG já publicou os documentos, a vereadora recebe altos recursos para a sua entidade (veja as postagens), em troca de apoio ao senhor prefeito Paulo Parado Piau na C}amara Municipal de Uberaba. E o “acordo” é conveniente para os dois lados. Já que assim, Piau não precisar ter uma política pública para o setor e não tem uma vereadora, eleita pela causa animal, "dando problemas". Pelo lado de Denise Max, além de manter sua entidade, mantém eleitores fiéis, crentes que ela “faz de tudo pelos pobres animais”...
Entendeu né? Porque se tivesse uma política pública para cuidar destes animais, não precisaria de existir SUPRA e nem de vereadora da causa animal. Mesmo com mandato já há cinco anos, Denise Max até hoje não exigiu da Prefeitura de Uberaba uma política definida para o setor.
Entendeu né?