Blog Em Dia

com Racib Idaló


23/09/2019

Deputado quer acabar com escola tradicional de Uberaba para privilegiar filhos de policiais




Mais um grande absurdo está prestes a acontecer em Uberaba, desrespeitando a história da cidade, a democracia e passando por cima de todos os absurdos ocorridos no período da Ditadura Militar. Quando falo que cada um na sua é a única forma do país sair do buraco, não é a toa, Mas, o brasileiro, e o uberabense, no caso, tem mania de apostar errado.
Pois bem, elegeram o delegado da Polícia Civil Heli Andrade, o Grilo, como deputado estadual, e agora paguem as consequências... Como diz o ditado, como deputado, o rapaz é um bom delegado...
Sabe o que o rapaz está fazendo? Está conseguindo trazer para Uberaba aquele famigerado projeto do nada preparado líder do seu partido, Jair Bolsonarto, de um colégio para dependentes de policiais militares e civis, o tal Ordem e Progresso.
E pensou que acabou? Se não bastasse a já existência de um (Colégio Tiradentes), por sinal desnecessário, pois educação tem que ser igual para todos, sabe onde o senhor Grilo pretende instalar tal colégio? Onde funciona um dos mais tradicionais e importantes escolas da cidade: Castelo Branco.
Se já um absurdo tal escola levar o nome de um ditador, já que a educação foi uma das mais atingidas pela famigerada Ditadura Militar (1964-1984), mais grave ainda a escola virar de "policial", ou dependentes.
Pobre país, vai a caminhando para o pior caminho possível, de privilégios e oportunidades para poucos. E se reclamar? Porrete neles...